Criança de 4 anos morre por dengue hemorrágica em Santa Luzia

SES confirma em balanço 31 mortes, mas a secretaria de BH já confirmou outros dois óbitos e a prefeitura de Santa Luzia divulgou a morte de um menino de 4 anos
De: Estado de Minas Cidades

Somente nestes primeiros meses de 2013 a dengue já matou 34 pessoas, 88%
a mais que no ano passado inteiro, quando morreram 18 pacientes em
Minas Gerais. O balanço divulgado nesta sexta-feira pela Secretaria de
Estado de Saúde (SES) confirma 31 mortes, porque foi fechado no dia 27
de março antes da confirmação de dois óbitos de Belo Horizonte e um de
Santa Luzia, na região metropolitana. A Secretaria Municipal de Saúde da
capital divulgou as mortes de uma mulher de 58 anos internada no
Hospital de Pronto-Socorro João XXIII e outra mulher, de 53 anos, que
estava no Hospital Municipal Odilon Behrens. O óbito de Santa Luzia é um
menino de 4 anos que, segundo a assessoria da prefeitura, morreu com
sintomas do tipo hemorrágico da doença.
O outros casos em Minas estão nas seguintes cidades: Uberaba (9),
Uberlândia (2), Carangola (1), Frei Gaspar (1), Buritizeiro (1),
Ituiutaba (2), Ipanema (1), Teófilo Otoni (2), Pirapetinga (1), Pirapora
(1), São Geraldo do Baixio (1), Montes Claros (3), São João da Ponte
(1), Campos Altos (1), Contagem (1), Muriaé (2), Sete Lagoas (1).

O
número de casos já chegou a 37.771 e projeções da SES e de
especialistas apontam a possibilidade de que 2013 seja ainda pior em
número de casos da enfermidade do que 2010 – ano da última e mais grave
epidemia no estado. Naquele ano foram 194.636 doentes confirmados e 106
pessoas morreram.

As medidas tomadas depois de surtos de dengue
em Minas nos últimos anos não foram suficientes para reduzir o perigo de
transmissão da doença em pleno século 21. Esta semana o em.com.br mostrou casos de lotes vagos e imóveis abandonados que
se tornam criadouros para o mosquito Aedes aegypti. Segundo SES,as
pesquisas mais recentes apontam que mais de 80% dos focos do inseto
encontram-se dentro dos domicílios.

Caso de Santa Luzia

Um menino de quatro anos, que estava internado no Hospital Infantil João
Paulo II foi mais uma vítima da epidemia de dengue que atinge Belo
Horizonte e toda a Região Metropolitana.

D.I., morador da cidade
de Santa Luzia, começou a passar mal na última terça-feira e foi levado
pela família para uma unidade de saúde localizada no Bairro São
Benedito. De acordo com familiares, a criança teria sido diagnosticada
com uma infecção de garganta. No dia seguinte, foi transferido para Belo
Horizonte.

O menino morreu na tarde de quinta-feira, depois de
apresentar complicações por causa de dengue hemorrágica. O diagnóstico
de dengue foi confirmado pela prefeitura de Santa Luzia, o que leva o
número de óbitos da Grande BH a cinco.

“A
Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais já foi notificada sobre a
morte desse menino, que é o primeiro óbito por dengue em Santa Luzia
neste ano. Apesar de a criança ter sido transferida para um hospital de
Belo Horizonte, a morte dela foi contabilizada aqui”, afirmou o assessor
de imprensa da prefeitura, João Bosco.

De acordo com a prefeitura de
Santa Luzia, desde janeiro até a última segunda-feira foram
identificados 1.347 casos na cidade. A partir de terça-feira serão
instaladas duas tendas nos PAs São Benedito e Centro para atendimento
exclusivo a casos de dengue. A medida foi tomada já que as unidades de
pronto atendimento estão lotadas e aproximadamente 80% dos casos são de
dengue.